PPGSP

PPGSP

Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública

Infraestrutura

O PPGSP conta com vários laboratórios para apoio ao desenvolvimento de suas pesquisas, localizados no mesmo Campus em que está instalado.

O PPGSP apresenta a vantagem de estar localizado no Campus I da UEPB, em meio à Cidade Universitária, onde funcionam as clínicas escola de Ciências Biológicas, Educação Física, Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Odontologia e Psicologia, que contam com laboratórios para a operacionalização de aulas e atendimento ao público. Desta forma, possui todo um suporte ambulatorial e clínico para o desenvolvimento de suas pesquisas. Por exemplo, o Laboratório de Análises Clínicas (LAC)  possui infraestrutura, recursos humanos e materiais (computadores, refrigeradores, centrífugas, autoclave, estufa, aparelho automatizado para hematologia, aparelhos semiautomatizados para bioquímica e espectrofotômetro) que permitem desenvolver exames em diferentes setores: parasitologia, microbiologia, imunologia, bioquímica e uranálises, hematologia e patologia. Com atendimento também à comunidade, está credenciado no Sistema Único de Saúde, possibilitando a maior aproximação entre serviço e academia e, portanto, a integração da graduação, pós-graduação e sociedade.

O Núcleo de Estudos e Pesquisas Epidemiológicas (NEPE-UEPB) dispõe de recursos humanos e equipamentos que permitem a realização de pesquisas epidemiológicas. Atualmente, além da pesquisa, tem avançado de forma significativa na extensão universitária, com amplo espaço na rede de saúde do município e estado, além da rede de educação pública estadual. O núcleo é composto por quatro sub-salas, distribuídas para a realização de trabalhos de pesquisa nas linhas que compõem o Programa, equipadas com computadores, impressoras, data show, mesas de reunião e cadeiras estofadas. Além disso, dispõe de equipamentos para a avaliação antropométrica e da composição corporal (balanças, estadiômetros, infantômetros, adipômetros, bioimpedância, fitas métricas inextensíveis), centrífugas, esfigmomanômetros, estetoscópios, câmera fotográfica digital, gravadores de voz e outros que utiliza através de seus parceiros, como espirômetro e Doppler. Inclusive, conta com o licenciamento de importantes softwares utilizados na análise estatística, como o SPSS e de análise espacial (ArcGis), além daqueles de domínio público (WHO/CDC), como o EPI INFO, Anthro, Anthro Plus e R. Possui uma mini biblioteca, com acervo voltado, sobretudo, às áreas de Epidemiologia, Bioestatística, Avaliação de Serviços de Saúde, Doenças Crônicas, além de diferentes periódicos científicos. Oferece, periodicamente, cursos de manuseio do Epi Info e SPSS e busca de dados em bibliotecas digitais, para os alunos, e seminários de integração com os serviços de saúde, para apresentação dos resultados das pesquisas realizadas. Sua nova localização, na Central Integrada de Aulas, também tem o propósito de aproximação com a graduação e interação com os demais grupos de pesquisa da própria Instituição.

O Núcleo de Estudos em Genética e Educação (NEGE) possui seis computadores, duas impressoras, duas máquinas fotográficas digitais, três filmadoras com material de apoio para gravação de vídeo, mesas e equipamentos para promoção de reuniões e seminários. Uma mini biblioteca com acervo de livros na área de Genética Humana e Médica, e Epidemiologia Genética; além da assinatura da revista Ciência Hoje de divulgação científica para incentivo à leitura dos membros do grupo de pesquisa. O NEGE possui colaboração com o Centro de Estudos do Genoma Humano da Universidade de São Paulo, o qual disponibiliza infra estrutura laboratorial para realização de estudos clínico e genéticos, como diferentes testes genéticos para determinação de diagnóstico molecular. Parte do financiamento das pesquisas é feito pelo INCT Células Tronco em Doenças Genéticas Humanas. Outros colaboradores são o Instituto Nacional de Genética Médica Populacional e grupos de pesquisadores da Universidade Federal da Paraíba. Em virtude do vínculo com o Programa de Biotecnologia da Rede Nordeste de Biotecnologia, há três doutorandos no grupo realizando pesquisa na área molecular em colaboração com diferentes grupos de pesquisa do Brasil e do Exterior. Recentemente, o grupo recebeu cerca de um milhão em equipamentos para montagem do laboratório multiusuário em Biologia Molecular INSA-UEPB, como apresentado no texto.

Nas dependências do Departamento de Biologia da UEPB foram instalados cerca de um milhão de reais em equipamentos em concessão de uso feito pelo Instituto Nacional do Semiárido (INSA) para estabelecimento do Laboratório Multiusuário de Biologia Molecular INSA-UEPB. Esses equipamentos consistem em sequenciador de DNA, termocicladores, microcentrífugas, centrífuga refrigerada, cubas para eletroforese, capela de fluxo laminar, refrigeradores e freezer, além de uma série de equipamentos menores necessários para a realização de estudos na área da genética molecular. Com essa nova infraestrutura, será possível ampliar os projetos desenvolvidos dentro da linha de pesquisa voltada à Genética Humana e Médica e Epidemiologia Genética.

O Núcleo de Tecnologias Estratégicas em Saúde (NUTES-UEPB) resultou de um convênio entre a UEPB, a Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), vinculada ao Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT), Ministério da Saúde (MS) do Governo Federal e a Fundação Parque Tecnológico da Paraíba (PaqTcPB). Representa um centro de referência para o desenvolvimento de tecnologias aplicadas ao setor de saúde formado por professores pesquisadores e alunos de graduação e pós-graduação dos cursos de Computação, Odontologia e Fisioterapia. Trata-se do primeiro laboratório de certificação de softwares de saúde do país e garante, através de procedimentos, que os equipamentos, processos, softwares e sistemas produzidos pela indústria médica operem de acordo com a finalidade para qual foi projetado. Está Instalado em uma área de 1.000 metros quadrados no Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS) da UEPB, englobando laboratório de engenharia biomédica, laboratório de eletrônica, laboratório para desenvolvimento e validação de software, laboratório para prototipagem rápida de produtos e laboratório para manipulação de imagens. Durante sua instalação, o NUTES firmou convênio de Cooperação Técnica com o Institute of Experimentelles Software Engineering – IESE, unidade do Instituto Fraunhofer da Alemanha. Atualmente possui convênios com Instituto Nacional de Tecnologia (INT), Centro de Tecnologia da Informação Renato Archer(CTI) e Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA).

Recursos de Informática

O PPGSP conta com o apoio de três laboratórios de informática, sendo um deles sediado na Central Integrada de Aulas (CIA); e dois no Centro de Ciências e Tecnologia (CCT), mediante convênio com o Instituto Nacional de Tecnologia da Informática (ITI) e o Centro de Difusão de Tecnologia e Conhecimento (CDTC), com aporte de equipamentos interligado à internet em banda larga (fibra ótica), que dão o suporte necessário às atividades do Curso. Além disso, os Núcleos de Pesquisa vinculados ao PPGSP, Núcleo de Estudos e Pesquisas Epidemiológicas (NEPE) e Núcleo de Estudos em Genética e Educação (NEGE), disponibilizam computadores que podem ser utilizados pelos mestrandos dos diferentes grupos de pesquisa, a fim de garantir o acesso à informação em rede e, inclusive, a manuscritos apenas disponíveis na base de dados Scopus. Os grupos de pesquisa, por sua vez, também dispõem de espaço informatizado para o desenvolvimento de suas atividades. Atualmente o PPGSP, através do NEPE, dispõe de licença do software Statistical Package for the Social Sciences (SPSS 22.0), e, para 2016, já estará disponível o Data Analysis and Statistical Software for Professionals (New Stata® 14 Software).

As disciplinas de Bioestatística, Epidemiologia, Metodologia da Pesquisa Científica em Saúde, Redação de Artigos Científicos e Informática Aplicada à Pesquisa em Saúde costumam utilizar estes espaços para aulas práticas e acompanhamento de alunos nas suas atividades de formação.

Biblioteca

Atualmente a UEPB conta com o Sistema Integrado de Bibliotecas (SIB), que corresponde ao conjunto de bibliotecas integradas da UEPB. Organiza-se de modo funcional e operacionalmente interligados e tem por objetivo a unidade e consenso das atividades de seleção, armazenagem, recuperação e disseminação de informações, para apoio aos programas de ensino, pesquisa e extensão oferecidos pela UEPB.

Trata-se de um conjunto de 15 bibliotecas integradas, das quais sete funcionam no Campus I, que podem atender diretamente ao PPGSP, duas funcionando no mesmo prédio e uma no anexo. As dissertações de mestrado e teses de doutorado produzidas na UEPB devem compor a Biblioteca Digital de Teses e Dissertações – projeto mantido pelo Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia – IBICT – com o objetivo de integrar, em um só portal, as teses e dissertações existentes no país.

A biblioteca conta com os serviços de bibliotecárias que capacitam alunos em todas as etapas de revisão de literatura em ciências da saúde. Estas capacitações são constituídas no treinamento para a utilização de bases de dados virtuais, como PubMed, Lilacs, Web of Science, localização de material na íntegra através do Portal de Periódicos CAPES e o portal de revistas eletrônicas SciELO, entre outros. Encontra-se, ainda, disponível, o sistema de Comutação de Material Informacional.

Além disso, os Núcleos e Grupos de Pesquisa vinculados ao PPGSP também possuem acervos próprios e acesso online que podem subsidiar as atividades dos mestrandos. O PPGSP tem participado ativamente do Portal de Periódicos da CAPES, o qual se constitui em instrumento valioso para o desenvolvimento dos trabalhos de pesquisa, sendo esse acesso realizado em qualquer espaço da instituição. Todos os membros da comunidade acadêmica da UEPB têm acesso remoto ao Portal de Periódicos via Comunidade Acadêmica Federada – Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (CAFe – RNP).

Outras Informações

A Coordenação do PPGSP está alocada na Central Integrada de Aulas da UEPB e conta com uma sala de aula para as atividades do curso, com recursos multimídia. A Coordenação possui sala própria equipada com computadores e impressora. Além disso, o prédio no qual o Curso funciona possui três anfiteatros com capacidade para 250 pessoas cada um, os quais são usados para atividades de defesa de dissertação e seminários, bem como o auditório da Biblioteca Central. A Central Integrada de Aulas atende a cerca de cinco mil estudantes, tanto de graduação como de pós-graduação, e funciona como um instrumento para favorecer as atividades em conjunto e propiciar a integração na Instituição.