PPGCA

PPGCA

Programa de Pós-Graduação em Ciências Agrárias

Infraestrutura (confira fotos)

As atividades de ensino e pesquisa do PPGCA realizadas em associação com a Embrapa Algodão são executadas em estruturas que envolvem os laboratórios e estações experimentais da UEPB e da Embrapa. O curso conta com as seguintes infraestruturas:

  • UEPB – Salas para coordenação e secretaria, salas de aula climatizadas e equipadas com multimeios, auditórios com capacidade para 250 pessoas e um mini auditório com 40 assentos. Laboratórios: Água e Solo; Ecofisiologia Vegetal (possui os equipamentos: balança de precisão, estufa de ar-forçado, medidor de fluxo de seiva xilemática, fluorômetro de pulso modulado, bomba de scholander e medidor de potencial de água no solo e na planta WP4, medidor de trocas gasosas LCPro+, medidor de área foliar AREA MATER 3100, câmara de germinação, espectofotômetro, centrífuga de bancada, etc); Química Analítica e Controle de Biocombustíveis1 possui: Espectrofotômetro UV/Vis/NIR Lambda 750, da Perkin Elmer.2) Densímetro digital Densito 30PX, da Mettler Toledo. 3) pHmetro digital mPA-210, da Tecnopon.4) Osciloscópio Digital MO-2100, da Minipa.5) Balança Digital Analítica Ag20, da Gehaka.6) 02 Agitadores magnéticos microprocessados com aquecimento, da Quimis. 7) Sistema extrator de Soxhlet Q388-268, da Quimis.8) Ultra purificador de água Master System Lab, da Gehaka.9) Osmose Reversa OS 10LZ, da Gehaka.; Setor Experimental de Fruticultura; Estação Agroecológica; Estação Agrometeorológica Automatizada; Laboratório de Energia Renovável montado com recursos adquiridos da Eletrobrás. Possui, ainda, quatro poços Amazonas que dão suportes à irrigação das áreas experimentais na estação seca, e 95 ha de área rural para experimentos, produção agrícola e pastagem, sem contar com implementos agrícolas, como: tratores, atomizados tratorizados e costais, semeadora-plantadora. Em 2015, após aprovação de projetos em editais específicos, a citar: FINEP-INFRAESTRUTURA e CAPES Pró-equipamentos, viabilizando a aquisição de alguns equipamentos e o desenvolvimento de pesquisas na área da expressão gênica. Fruto dessas aquisições e com apoio da infraestrutura necessária pela Pró-reitoria de Pós-graduação e Pesquisa da UEPB foi criado o Laboratório de Biotecnologia Vegetal. O laboratório funciona como ferramenta de trabalho multiuso e permite o desenvolvimento de ações de pesquisas e aulas práticas na área de Biologia molecular e áreas correlatas, contribuindo para fortalecimento e consolidação das linhas de pesquisa do PPGCA. Foram adquiridos, dentre outros, os seguintes equipamentos: uma Plataforma de expressão gênica em tempo real e um Analisador automático de fotossíntese LI-6400XTR2 (LI-COR, USA), este, que pode ser utilizado tanto no campo como no laboratório, uma vez que possui um formato que permite comunicação do equipamento à internet, funcionalidade que possibilita que o equipamento torne-se multiuso contribuindo no desenvolvimento das ações de pesquisas na área de fisiologia vegetal.
  • b) Embrapa Algodão – Dispõe de sala para coordenação acadêmica, um auditório com capacidade para 100 pessoas e laboratórios de Biotecnologia, Cultura de tecidos, Entomologia, Fibras e Fios, Fitopatologia (infraestrutura física seguindo normas mais recentes de BPL, com salas de cultivo, incubação e descarte fisicamente separadas), Solos e Nutrição de Plantas, Química Analítica e Fisiologia Vegetal e nove campos experimentais distribuídos pelos estados da Paraíba, Ceará, Mato Grosso, Bahia e Goiás. Essas infraestruturas têm sido ampliadas anualmente por meio recursos provenientes de editais específicos, como Embrapa, CNPq, CAPES, FINEP e Banco do Nordeste. Deve-se destacar que os recursos obtidos via CAPES/PROAP têm dado suporte as atividades de pesquisas dos laboratórios por meio de aquisição de reagentes e manutenção de equipamentos.Laboratório de Biotecnologia:
    O Laboratório de Biotecnologia possui 11 ambientes de trabalho climatizados destinados a atividades relacionadas à biologia avançada envolvendo plantas, microrganismos e insetos. O Laboratório é equipado com geladeiras, freezers, cubas de eletroforese para DNA para diferentes dimensões de géis, cubas de eletroforese para proteínas, fontes de eletroforese, microondas, capelas de exaustão, pipetadores e micropipetas, agitadores de mesa, leitor de ELISA, forno UV, concentrador de amostras, agitador de tubos, aparelho de real time, deep freezer, transiluminador de luz branca, fotodocumentador, centrifugas, liofilizador, minibeater (aparelho para maceração de 45 amostras simultaneamente), pHmetros, banhos-maria, biofotômetro, espectrofotômetro, balanças analíticas e eletrônicas, estufas, autoclaves, agitador tipo shaker, estufas, BODs, eletroporador, câmara de fluxo laminar, pias, bancadas, armários, destiladores e ultrapurificadores de água, máquinas para fabricação de gelo em escama.
    Dispomos ainda de uma câmara fria para a manutenção das coleções ativas de germoplasma da Embrapa Algodão.Laboratório de Entomologia:
    O laboratório de Entomologia é utilizado normalmente para realização de pesquisas em entomologia agrícola, patologia de insetos, controle biológico, bioecologia e biologia molecular de insetos com insetos-praga que atacam as culturas trabalhadas pela unidade, especialmente algodão. Possuí câmaras de incubação tipo BOD, microscópios de luz e lupas, autoclave, balanças analítica e comum, espectrofotômetro e vidrarias.

Confira algumas fotos:

  1. Núcleo de Pesquisa em Ciências Agrárias da UEPB (Foto 01, Foto 02, Foto 03);
  2. Laboratório de Ecofisiologia de Plantas Cultivadas da UEPB (Foto 01, Foto 02, Foto 03, Foto 04, Foto 05, foto 06, Foto 07, Foto 08);
  3. Laboratório de Biotecnologia Vegetal da UEPB (Foto 01, Foto 02, Foto 03, Foto 04)
  4. Laboratório de Biotecnologia da Embrapa Algodão (Foto 01, Foto 02, Foto 03, Foto 04, Foto 05, Foto 06)
  5. Laboratório de Entomologia da Embrapa Algodão (Foto 01, Foto 02, Foto 03, Foto 04, Foto 05, Foto 06)